Vida Normal?

Li hoje numa matéria sobre a ‘Lei Seca’ para quem vai dirigir, o relato de um instrutor de trânsito que colocou sua mulher para recaptular as aulas sobre a matéria, para que ele pudesse sair nos finais de semana, beber e ter uma vida normal.

O que o citado cidadão chama de ‘vida normal’ significa consumir álcool nas festas de aniversário e casamento que frequenta nos finais de semana sem problema quanto a volta para casa. Interessante – pra não dizer, triste – enxergar como ‘vida normal’ uma prática social que, associada ao ato de dirigir, aumenta devastadoramente o índice de mortes no trânsito.

Eis o exemplo do quanto um hábito condiciona a vida e a torna tão pequena quanto a incapacidade de se enxergar além em meio a um mundo de possibilidades.

Eu não tenho nada contra o consumo do álcool, nem poderia ter, apesar de não ser mais nenhuma ‘entorna todas’, assino embaixo dessa lei. Poucas vezes se vê bomsenso na política, quando acontece é importante apoiar. Apesar da atitude parecer impopular é um raro exemplo de coerência e respeito a Vida. 

Quem confunde o divertimento que uma festa naturalmente pode proporcionar com os efeitos relaxantes ou de euforia que o álcool produz – e somente assim de diverte – pode ser considerado um dependente psico-emocional. Infelizmente o exemplo não pára por aí, são muitos e variados. O dependente psíquico-emocional é a regra numa sociedade pré-moldada e globalizada, onde tribos e guetos não são mais pequenos redutos de revolucionários e alcançam a esfera dos bilhões.

Anúncios

Tags: , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: