Posts Tagged ‘arte contemporânea’

Artigo sobre Eva Além Paraíso

dezembro 7, 2010

artigo sobre o Projeto Eva Além Paraíso

 

No dia 4 de dezembro saiu a última edição da revista Recherche en Esthétique. O crítico Christian Bracy, assina o artigo sobre o meu projeto, Eva Além Paraíso.

http://www.artocarpe.net/

Anúncios

A Questão da Arte no Discurso dos Homens

outubro 24, 2010

Discurso de homens! Gerald Thomas entrevistando Michel Melamed(esta é a 5a parte de 6, o resto está no youtube). Michel é aquele tipo de figura genial fofa e vocacionadíssima pela linguagem-flash das novas mídias em versão conteúdo de tirar o fôlego, que, comendo pelas beiradas, vai se inserido. E com ele as nossas esperanças.. (o contemporâneo que transmuta seu espaço).

Gerald é o gênio detonador(tem o espírito destruidor dos revolucionários modernos). Adorei o seu, The Flash and Crash Days. No vídeo acima, ele questiona os valores milionários atribuídos a certos artistas. O Michel contemporaniza, diz que olha para o que lhe interessa, concordo com sua  ‘política espiritual’. Mas o fato é que os espaços são reduzidos e as escolhas, em boa parte, são de interesses no mínimo amplamente questionáveis, enquanto artistas realmente CRIADORES, ficam de fora. É mais do que fato, é ranço! Na política e cultura o que mais se vê é apadrinhamento, ou digamos em outros termos, ações entre amigos. Todo mundo tem o seu grupo de afins, mas quando o negócio envolve verba e interesse público, nem nomeações deveriam ser permitidas.

Voltando a questão para os espaços artísticos, então sobra espaço pra quem¿ Só para os gênios dos gênios, o que não deveria interessar à uma sociedade que se diz inclusiva. Afinal, o que fazer com o resto dos artistas¿ Manda pro BBB ou dá um emprego no banco, ou seja, fuzila e depois pergunta: faz o que pra sobreviver¿ Cospe no cadáver e lava as mãos.

Só um parênteses no Gerald. O Duchamp não me parece ter detonado a arte pela arte, mas a arte pelo mercado que se produziu entorno dela. Logo, se o mercado destrói a arte, ele como campeão de xadrez que tb era, estrategicamente subverteu o sistema, produzindo uma arte que colocou em cheque os parâmetros do próprio sistema. Isso sim é uma puta-deusa-e- abençoada jogada de mestre, Arte!

Gerald e Michel, ambos atualíssimos deveriam ter espaços de valor no cotidiano brasileiro, com tanto formador de opinião inútil propagando uma cultura de mesma qualidade é sacanagem o Gerald não ter seu lugar cativo entre nós.

Mas é isso,  a nossa pátria continental ainda não foi devidamente pluralizada, divisão de renda é artigo sensacional, tipo Bolsa Família, o cachê da miséria nacionalmente instituída vale uma reeleição.. Êee nós, povinho sem pai nem mãe.

O meu voto é nulo.

Manequim Nu – Consumo

março 28, 2009

O Laboratório de Imagem é coordenado pela professora Maria Florentina. Segundo o prof. Álvaro, a Flo é uma freudiana com alma de Jung. Por enquanto só posso dizer que esse laboratório inspira..

A partir do livro de Baudrillard:  A Sociedade de Consumo, capítulos:  ‘A Lógica Social do Consumo’ e ‘Para uma Teoria do Consumo’ – produzi 2 micro-ensaios em slide: Associação Índio Camelô e Manequim Nu.

Vou postar aqui algumas fotos do Manequim Nu e deixo para o próximo as fotos da Associação Índio Camelô.

manequim_nu19

manequim_nu24

manequim_nu34

manequim_nu43

manequim_nu54

manequim_nu64

manequim_nu74

manequim_nu83

O enfileiramento dos manequins e seus corpos em pedaços, o reflexo dos enfileirados na vitrine, os manequins destituídos como suportes de vestuário – nús diante da vitrine: o ‘habitat natural’, o interior da vitrine vazia, o funcionário que limpa o espaço e todo o desarranjo orquestrado pela reorganização da vitrine – são fatores, dentre outros possíveis, neste arranjo informal. Onde não houve qualquer organização em relação as peças, simplesmente identifiquei na disposição das mesmas diante da vitrine uma boa oportunidade para exercitar o olhar sob o tema proposto.