Posts Tagged ‘autoconhecimento’

Oficina Eva Além Paraíso

maio 3, 2010


Informações no Cartaz em pdf

Anúncios

REGULAMENTO : Internet tem Alma?

abril 20, 2009

Você deve conhecer alguém que nunca usou internet, mas fala dela como se fosse íntimo. Caso contrário, você conhece alguém que nunca usou internet.

Participe da 1ª WebArte Colaborativa do Globalaio, produzindo uma gravação de voz ou texto, questionando ao entrevistado acima descrito :


Internet tem Alma?

e / ou

O que é Internet?

1 – QUANTO AO TEXTO:

Envie o texto nas seguintes especificações :

A – A(s) resposta(s) não pode(m) ultrapassar 1 página A4(21×29,7) e deve(m) estar formatada(s) com tipologia arial 12, entrelinha 1.

B – Envie o texto no corpo do seu email, ou em anexo ao email nos formatos: .doc ou pdf.

2 – QUANTO A GRAVAÇÃO:

Envie o arquivo nas seguintes especificações :

A – Será aceito apenas (1) um arquivo de som de até 600 k por pessoa. (independente se contém uma ou duas respostas).

B – Somente arquivos em MP3.

3 – As inscrições estarão abertas até o dia: 30 de Agosto de 2009.

4 – Selecionaremos para participar da composição da WebArte : ‘Internet tem Alma?’, até 10 propostas ou um máximo de 20 respostas. As mais espirituosas!

 

5 – Arquivos que ignorem as intruções deste regulamento não poderão participar.

6 – Envie o arquivo de Som ou Texto para o email >> colabore@globalaio.com

7 – O presente concurso está aberto à colaboração de qualquer pessoa de qualquer nacionalidade que compreenda e trabalhe de acordo com a regulamentação presente.

8 – As entrevistas devem ser produzidas em Português.

9 – Se quiser ser incluido na ficha técnica do multimídia, envie seu nome, cidade e endereço de email postados com o arquivo de som anexado para o email acima citado. Caso quiser permanecer anônimo, não há problema, a opção é sua.

10 – O Globalaio tem o desejo de editar um livro sobre a presente iniciativa no caso das colaborações serem satisfatórias e havendo condições para tanto. Funcionaria como uma espécie de antologia, assegurando aos participantes um significativo desconto na aquisição de um determinado número de exemplares. Portanto, somente envie material quem desejar participar da presente iniciativa como colaborador da mesma. Sendo resguardado à idealizadora do projeto, o direito autoral do mesmo.

Será a 1ª. WebArte do site com a colaboração externa. Você manda a ‘fala’ e nós trabalharemos baseados no material colhido. A produção final será exposta em data a ser anunciada neste blog, no canal do site Globalaio: Terra Virtual.

A WebArte Colaborativa é uma iniciativa do site Globalaio, realização AndreaHa San. Participe e Acompanhe o desenvolvimento desta proposta no canal, Terra Virtual: http://www.globalaio.com/terra_virtual.html

 

O Vácuo em Pessoa – Novidades

janeiro 3, 2009

Vem muita novidade por aí até meados de 2009.

Por enquanto só posso dizer com certeza que o Globalaio é exatamente isso: um Ser em perspectiva ampliada rumo a integração das Expressões Humanas – exatamente como aponta seu slogan (acima reproduzido, na tarja superior).

Não possuímos qualquer comprometimento com instituições ou modelos de conduta. Somos um movimento rumo à integração humana,  100% predisposto às transformações. Somos também o vácuo em pessoa: Lugar de Identidades – sempre – propício às novas realidades.

O nosso comprometimento é com a dinâmica da Vida. Ou seja, com a transformação em sua  plenitude e resistência maior a toda expressão que já perdeu o sentido e vive por pura tradição. Portanto é natural que o Globalaio se transforme constantemente. Não estamos aqui para instituir, mas para acrescentar, fluir, dar passagem..

Natureza Viva! Modelo Alternado.

A Vida é pura dinâmica.
Se sucumbirmos aos próprios hábitos, ele no engolirá!

Autonomia Criativa e Realidade Virtual.

A sua perspectiva de Vida é Você quem determina!
Você constrói a sua realidade.
É preciso investir no próprio sonho. Tá a fim? Então o procedimento é o seguinte:

Mãos a OBRA! Sugestão:
Mergulhar em quem você É! Reconhecer os próprios limites e potenciais. Compreender os limites dos Outros e com Sabedoria – despreendimento – Desvincular-se dos limites que lhe foram impostos por seus Pais ou patronos e ainda de todo o apego sentimental. Assumir a responsabilidade por si e se desvincular do Passado. Focar no Presente… Trabalhar no Presente…, Realizar o necessário Passo-aPasso, no Presente… Desenvolver Autocontrole orientando os Pensamentos na direção de seus objetivos. Trabalhar o Corpo através da alimentação saudável e de exercícios adequados para liberar energia estagnada. Aprofundar estudos sobre a matemática das Energias na concepção das Formas.

Alinhar o Sentimento ao Pensamento focados no Presente.

Instrumentos para tanto: Meditação (de preferência da linha Ráshuah) + aquele que  o seu Espírito determinar.

E… Feliz 2009!

Faremos uma grande restruturação no site no decorrer deste ano.

2008 serviu de Laboratório. Em 2009 desenvolveremos nossas bases. É ano de intensa produção e muiiita novidade.

Conhecimento e Sabedoria

julho 19, 2008

Conhecimento humano nenhum suplanta a Sabedoria que um homem consciente de sua natureza  – integral – pode alcançar. O sábio baseia-se na observação e no silêncio interior como prática de vida, tranquilizando o pensamento e apurando a intuição.

O Conhecimento leva a pretensão do Saber, mas não o é. Baseia-se em convenções, na memória, no culto ao preconceito separativista e numa legião de intelectuais tão fanáticos quanto qualquer religioso extremista ou torcida radical de futebol. A grande maioria, inconscientemente, evocando seus piores instintos por uma razão que não passa de ilusão. Ilusão de Poder, vaidade e ego.

A História da Humanidade é importante referencial social, mas hoje a percebo como um pingo no meu oceano existencial.

É importante possuir a compreensão de quem fomos em termos do passado histórico, mas não é importante guardar memórias ou conteúdo que não nos permita enxergar a amplitude do que mais existe.

A consciência da própria natureza ultrapassa qualquer pretensão intelectual. Proporciona Poder pessoal à todos que tenham coragem e disposição para enfrentar suas próprias entranhas e fragilidades como é o caso da ‘eterna vítima à mercê de um mundo cruel e sufocador’. A consciência interior promove autocompreensão na medida em que nos transmuta de vítimas à seres humanos responsáveis. O que, naturalmente,  existe para todos.  É todo Inclusiva, deixando o mundo da consciência separatísta há léguas de distância..

Portanto torna-se imprescindível à integridade humana:  a autoconfrontação interior e a meditação, instrumentos de restauração da nossa humanidade.

Por isso somos chamados de românticos, fora do ar, sonhadores. Pouco deve importar para aquele que  vislumbra seu próprio caminho independente da opinião alheia. Poder-se-ia até lamentar o preconceito baseado na pretensão intelectual (ilusão de muitos), mas não se lamenta por que cada um tem o seu tempo para evoluir. Portanto, o respeito acima de tudo é a tônica da evolução, pois a consciência chega para todos.

Pra quem deseja um instrumento de autoconhecimento e evolução, deixo acima ou na categoria ao lado: Meditação, os Mantras das 7 Leis Espirituais do livro do Deepak Chopra. Muito bom!

Seja seu Próprio Terapeuta – Canal 26

maio 21, 2008

Assista a Entrevista que a professora Vera Calvet no próximo dia 27 na Rede Vida, Canal 29 da NET, as 8:00.

Esta é uma ótima oportunidade para entender a Filosofia Ráshuah e apresentá-la aos amigos e familiares que ainda não tiveram a oportunidade de conhecer as técnicas e propostas de autoconhecimento abordadas no Instituto Ráshuah.

Como autora de vários livros sobre autoconhecimento, co-fundadora e vice-presidente do Instituto Ráshuah, Vera Calvet, é um importante porta-voz e a pessoa mais indicada para falar sobre os princípios da filosofia Ráshuah. Além disso, ela ensinará a importância da respiração, como fazer a reprogramação mental, tornar-se seu próprio terapeuta, dentre outros assuntos abordados nas entrevistas.

A primeira entrevista irá ao ar no Programa: Relaxe e Viva Feliz’ do Canal 26, Rede Vida, às 8 horas da manhã do dia 27 de maio.

Ao todo serão 5 entrevistas divididas em cinco semanas. Cada programa terá a duração de 25 minutos e abordará temas diferentes.

Abaixo segue a grade de programação para que vocês possam anotar e acompanhar. Assistam, divulguem e comentem.

Programa : Relaxe e Viva Feliz – Canal Rede Vida Canal 26 – TV NET – as 8:00 hs.

PROGRAMAS

TEMAS

NO AR

Primeiro

Seja seu próprio terapeuta

27/05/2008

Segundo

As sete respirações

03/06/2008

Terceiro

Como lidar com a raiva?

10/06/2008

Quarto

Comportamento Controlador

17/06/2008

Quinto

Reprogramação Mental

24/06/2008

Meditação, Informação, Política e Sociedade

maio 12, 2008

Eu poderia citar aqui dados científicos sobre o exercício da meditação, proporcionando o embasamento que a sociedade absorve como relevante. Mencionar a função dos níveis das ondas mentais: beta, alfa, teta e delta, mas o tema é pra lá de badalado, dados não faltam à sociedade da informação e também para o restante dos mortais que não obstante guiam suas escolhas pelas diretrizes apontadas por formadores de opinião. Hoje em dia, o que mais se consome no mundo é justamente: informação.

Na sociedade contemporânea a informação tem mais valor do que a experiência viva.

Através da meditação podemos observar o entorno com certa isenção partidária ou condicionamento social, melhor nos predispondo ao descondicionamento associado à retomada da experiência de vida. O que significa mergulhar numa primeira etapa de prática meditativa e orientada pela limpeza mental e emocional, reduzindo o nível de aceleração da freqüência mental, excessivamente acelerada na atualidade, atingindo o relaxamento e revelando benefícios em toda a constituição corporal.

Se focados numa consciência transformadora e renovada, podemos atingir o esvaziamento de conceitos, opiniões e argumentos de cunho puramente intelectualizados, abrindo espaços próprios de reconhecimento interno e necessidades intrínsecas. É quando estamos aptos à perceber certa vocação existencial ou aonde a vontade ‘in natura’ pode ser melhor acessada. Justo aonde o coração andava adormecido ou à deriva.

As nossas energias são consumidas até a última gota, ao investirmos numa realidade baseada na política que nos instrumentaliza através da educação e do trabalho compromentidos com os valores de um sistema corrupto e em franco processo de falência. Por trás desta constatação que não é nenhuma novidade, cada um de nós pode perceber num rápido exercício de observação(= meditar), tudo aquilo que lhe tem ‘roubado’ a energia e constatar o seu grau de envolvimento com o processo. O quanto tem investido numa filosofia de vida que de fato não suporta, pois não atende seus anseios mais íntimos e acaba por lhe frustrar a manifestação expressiva sem a qual somos incompletos e sujeitos a patologias de toda ordem.

Esta realidade, na qual investimos nossas vidas, foi amplamante enraizada pelo senso comum e tornou-se tradição.

À quem serve uma tradição que não se baseia em ressonância interior?

Estamos comprometidos com o continuísmo do ‘progresso’ oriundo de políticas que nada ou muito pouco nos trazem em reais benefícios sociais. Não percebemos ainda, concentrados nas vítimas que imaginamos ser, que, quem move o mundo de hoje somos nós, a chamada: Sociedade. Embora ainda não tenhamos despertado à consciência que a Humanidade requer, estamos despertando aos poucos através do amor incondicional a Vida, aonde ainda hoje existe separativísmo.

O separativísmo é a filosofia de vida que rege as diretrizes do mundo. E nem com todo o progresso que conquistamos, tal premissa sucumbiu. Vivemos numa sociedade que valoriza distinções de gênero, raça, moda, ou seja lá qual for o argumento do momento, uma vez escolhido, será devidamente, capitalizado.

É na construção desta filosofia ’sem pai nem mãe’, um mundo sem alma, que queremos continuar investindo nossos melhores esforços?

A meditação orientada em função das questões psico-emocionais que cada vez mais atingem o indivíduo carente de manifestação expressiva adequada, é um bálsamo que auxilia à tranquilizar o pensamento: afoito, ansioso, inseguro, nervoso, selvagem, medroso, inquieto, obsessivo e confuso, que muitas vezes nos leva abruptamente a respirar fundo – como se este simples ato, base de nossa natureza, precisasse de situações limites para que dele nos lembrássemos e somente assim aprofundássemos o inspirar…

Meditar é intrumento de autoconhecimento e pode significar para muitos auto-cura, uma vez que a prática nos auxilia a organizar e a clarear o pensamento que se torna apto a reconhecer motivações genuínas. Portanto: senhor de si e do corpo que conduz.

Somos ainda capazes de experimentar a Vida independente das condições e valores sociais?

Ou simplesmente perdemos a capacidade de reconhecer que erramos sistematicamente em não desenvolver capacidades próprias, como pensar e elaborar opiniões ao invés de capturar as opiniões alheias, por que bem conceituadas ou simplesmente porque é cansativo pensar e nem educados para tanto nós fomos?

Somos capazes de tudo aquilo que nos propusermos de maneira consciente, respeitando acima de tudo à nós mesmos. Mas é preciso chamar a responsabilidade para si, com coragem e discernimento pra enfrentar todo um mundo que vem na contramão. Um senhor passo para chegar ao outro com isenção de carências, respeito e compaixão.

Podemos, por meios políticos, reverter as condições sociais à nosso favor?

Mais do que no poder político a orientar massas, eu acredito na consciência desperta individualmente e manifesta pelo livre fluxo de nossas possibilidades em convergência. Não vejo grande futuro para profissões idealizadas como suporte à uma filosofia de mundo em declínio. Os políticos que aí estão(guardadas raríssimas exceções), foram ‘educados’ para serem funcionários da máquina, não possuem ideais muito menos princípios. É meio óbvio não? Nem tanto, o tal declínio das instituições não ‘derruba da noite para o dia’ tudo o que é preciso derrubar. Não dá mais para acreditar na Educação que forma funcionários e aborta os homens que poderíamos ser. O autoconhecimento é portanto, pré-requisito de uma educação de valores realmente democráticos, que proporcione a emancipação de consciências através do potencial individual. Sem quaisquer priorização quando a valorização dos potenciais, tendo o princípio ético como referência à Justiça igualitária. Assim é possível o esvaziamento de tudo aquilo que não nos serve à manifestação, e já vem há algum tempo ganhando expressão nas inúmeras instituições sociais que andam perdendo o sentido.

Sem qualquer sombra de desejos destrutivos, o que seria continuar a alimentar a velha civilização com o seu combustível predileto. Mas ciente da dinâmica das energias é natural a troca de ‘ares’…

Que ultrapassemos a histórica saga de dependência ao Poder pelo esvaziamento progressivo de um sistema manipulador, através do investimento em relações de elevado valor humano.

Encerrando eu diria que a Educação não é nada caso não privilegie o Autoconhecimento. E que a meditação é um de seus instrumentos fundamentais, uma vez que propicia manifestação, desenvolvimento e equilíbrio ao campo psico-emocional.

 

Consumo Consciente

março 28, 2008

Em breve vamos falar aqui sobre o consumo consciente. O que vai dos alimentos a tudo o mais que se possa consumir.

Consumo é um ato político tão importante quanto votar, ou mais até, por que neste caso possuimos maiores e melhores opções do que aquelas que nos aprensentam as urnas.

Este papo vem mais adiante. Quando inclusive vou dar o meu depoimento sobre o aprendizados que obtive sobre culinária natureba lá no restaurante Néctar do grande chefe Wal!

Este espaço tem tudo haver com o Sítio São João, separamos apenas para facilitar o acesso às novidades do Sítio na listagem das categorias da página principal do Blog.