Posts Tagged ‘sabedoria’

É

março 18, 2012

Hoje. Uma vontade de dar um pé na bunda desse mundo medonho, de algum jeito que não seja radical. Como parece impossível, sejamos enfim racionais. Não vou mais me adaptar. Uma certeza libertária! Mas a M continua e o problema é a perspectiva do volume.. O telefone toca, a voz carinhosa de um amigo das antigas, viajante e artistão, foi o suficiente pra transformar o meu astral.

Do que que eu estava falando mesmo?!?…

Dizem que Shopenhauer era pessimísta, mas pouco se fala sobre a competição intelectual e mau declarada, quase silenciosa, entre ele e sua mãe. Não à toa ele era duro e, em geral, vacilava quando o tema de seus escritos era a mulher.

Octagenário, sozinho e perto de morrer, sua obra maior, O Mundo como Vontade e como Representação, finalmente caiu nas graças dos intelectuais literatas e ganhou uma edição digna e elogiadíssima. O fato transformou seu fim de vida radicalmente. De amargo ele tornou-se pleno – sempre soube do valor daquela obra e vivera o suficiente para vê-la nascer para o mundo.

Rumino… A cultura do conhecimento não chega aos pés da sabedoria oriental (das tradições milenares). Enquanto a primeira tem seu lado ‘masturbatório’ – necessita se apoiar na imagem de um outro que a satisfaça – a segunda não precisa de nada. Simplesmente é.

Anúncios

Velho em termos de Quem?

agosto 11, 2010

O termo ‘velho’, não deveria ser empregado aos seres humanos. Pelo menos não com a conotação de ultrapassado como vem sendo sistematicamente empregado. É claro, tudo é uma questão de contexto. O tom da palavra é quem manda, quem fornece o verdadeiro significado. Neste caso, um ‘meu velho’, pleno em carinho, coisa de filha e pai ou amigos…, é de outro nível e portanto bemvindo.

Num exercício de reflexão, primeiro feche os olhos. Faz todo o sentido quando desejamos orientar a imaginação, fechar os olhos. Isso por que ao fechá-los, temos maior facilidade em voltar a atenção para dentro, olhar para Si-Mesmo.

Então, ao olhar pra dentro, indepedente se criança, jovem, maduro ou idoso, podemos observar cada uma destas etapas da vida e reconhecê-las como tal, apenas etapas.

O ser humano é muito mais do que aparência. Quem insufla de vida a carne que enruga é o espírito. E alguém já viu espírito enrugar? Podem perguntar a ciência que aguardamos sentados, pois um dia ela chega.. O conhecimento é acúmulo e pode facilmente ser ultrapassado. A Sabedoria jamais.

Colocar-se no lugar do outro faz todo o sentido.

Que tal uma campanha contra o uso do termo ‘velho’ para designar idosos?